Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

banner-120x60-amarelo

Conheça nossa página no Facebook Siga-nos no Twitter

Curso Técnico de Estradas

Habilitação: Técnico em Estradas
Carga Horária: 1.440 horas
Estágio-Horas: 400 horas
Duração: 6 períodos semestrais na modalidade concomitante com o ensino médio

A área de Construção Civil oferece uma opção de formação profissional para atender às necessidades de habilitação na área de Estradas, para programas em desenvolvimento que hoje contam com investimentos públicos e privados.

O Estado do Rio de Janeiro vem passando por um acelerado processo de urbanização, ocasionado pela super população nas áreas metropolitanas e o aumento da “favelização”. Tal situação fez com que o governo, através das Secretarias Municipais de Habitação e Urbanismo – SMH e SMU, investisse em programas de habitação de cunho social e técnico, como os projetos ligados à comunidade de baixa renda em várias áreas residenciais e comerciais do Rio, o que vem gerando vários postos de trabalho para técnicos da área de Construção Civil.

O COMPERJ Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, será instalado no município de Itaboraí e prevê investimentos superiores à U$$ 8 bilhões e consolidará o Rio de Janeiro como grande concentrador de oportunidades.

Por sua vez, a esfera federal lançou o PAC na área da Construção Civil que contempla investimentos superiores à R$ 110 bilhões até 2010 na Construção Civil e na infra-estrutura, no Estado do Rio de Janeiro.

Os governos Municipal e Estadual têm implementado vários projetos de melhoria da infra-estrutura da cidade, como execução, ampliação e melhorias de vias de acesso, como a Linha Amarela, e outros. A Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro – CET-RIO – vinculada à Secretaria Municipal de Transportes – SMTR – vem contribuindo muito na formação dos técnicos em estradas, egressos do CEFET-RJ, ao propiciar estágio na área de projetos de melhoria do tráfego urbano da cidade.

O estado conta com vários consórcios que operam as rodovias através de concessões.

A iniciativa privada ainda tem investido na indústria da Construção Civil, com a ampliação em várias regiões do estado, gerando também várias oportunidades de emprego.

Outras empresas que entregam o profissional de Estradas são: Petrobrás, Ministério da Aeronáutica, Agência nacional de transportes terrestres – ANTT, Metrô, Supervia, MRS dentre outros.

Acesso

O ingresso no Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio se dá por meio de concurso de seleção, cujas normas e procedimentos são tornados públicos em Edital divulgado pela imprensa escrita à época própria, como também por meio de convênios com instituições públicas.

Podem freqüentar o curso de Educação Profissional de Nível Técnico proposto pelo Centro os alunos que já tenham concluído ou estejam matriculados no Ensino Médio.

O CEFET/RJ oferece este curso tanto de forma concomitante ao Ensino Médio, quanto seqüencial a este nível de ensino.

Perfil profissional

O CEFET/RJ, atendendo às determinações do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Rio de Janeiro - CREA/RJ, e ao Decreto Nº 90.922, de 6 fevereiro 1985, que Regulamenta a Lei nº 5.524, de 5 novembro 1968, que "dispõe sobre o exercício da profissão de técnico industrial e técnico agrícola de nível médio ou de 2º grau", vem formando técnicos em Estradas, cujo perfil profissional de conclusão possa assegurar o exercício da profissão de forma a poder:

  1. conduzir a execução técnica dos trabalhos de sua especialidade;
  2. prestar assistência técnica no estudo e desenvolvimento de projetos e pesquisas tecnológicas;
  3. orientar e coordenar a execução dos serviços de instalações, manutenções e restaurações;
  4. dar assistência técnica na compra, venda e utilização de produtos especializados;
  5. responsabilizar-se pela elaboração e execução de projetos compatíveis com a respectiva formação profissional.

O técnico em Estradas deverá ser capaz de:

  • desenvolver estudos preliminares de projetos de loteamentos e vias terrestres;
  • instalar e auxiliar o gerenciamento de canteiros de obras;
  • elaborar e desenvolver projetos dentro dos limites determinados pelos Conselhos Regionais;
  • organizar o processo de licenciamento de obras;
  • elaborar levantamentos topográficos;
  • desenvolver projetos de terraplanagens;
  • desenvolver locações de obras;
  • desenhar e interpretar projetos, aplicando as normas técnicas e Regulamentos de Construção e de instalações vigentes;
  • elaborar especificações e planilhas de custos;
  • elaborar e acompanhar cronogramas;
  • coordenar e fiscalizar as etapas de execução de obras de estradas;
  • controlar a qualidade de serviços e materiais de construção;
  • elaborar relatórios e outros desenvolvimentos técnicos além de planilhas e gráficos;
  • coordenar e orientar a utilização de equipamentos da área de Construção no segmento de Estradas;
  • auxiliar o gerenciamento e fiscalizar a aplicação dos sistemas construtivos;
  • auxiliar o gerenciamento e fiscalizar a manutenção e restauração de obras de estradas.

Organização curricular

O Curso foi estruturado em consonância com a Lei de Diretrizes e Bases - LDB nº 9.394/96; Decreto nº 2.208/97, Parecer CNE/CEB nº 16/99; Resolução CNE/CEB nº 04/99 e o Decreto nº 90.922 de 06/02/1985, que regulamenta a Lei nº 5524, de 05/11/1968, que dispõe sobre o exercício da Profissão, segundo o Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CONFEA e o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CREA.

A matriz curricular do Curso Técnico em Estradas foi confeccionada de acordo com a caracterização da área da Construção Civil.

Instalações e equipamentos oferecidos aos professores e alunos do curso

O Curso Técnico de Estradas desenvolve seus processos de ensino com aulas teóricas e práticas.

As aulas teóricas são ministradas em salas de aula e as aulas práticas são realizadas nos laboratórios localizados no Pavilhão de Construção Civil do CEFET-RJ.

Laboratório de Estradas

  • Laboratório de Mecânica dos Solos.
  • Laboratório de Pavimentação – Ligantes.

Pessoal Docente e Tecnico-Administrativo

Docentes

Nome Graduação Pós-Graduação
Ana Paula Fonseca Engenharia Civil Mestrado e Doutorado em Engenharia Civil
Antônio José Rocha Luzardo Engenharia Cartográfica Mestrado em Geotecnologias
Carlos Roberto Jóia Hozumi Engenharia Civil Mestrado e Doutorado em Engenharia Civil
Carlos Serman Engenharia Civil Doutorado em Engenharia de Transportes
Cláudio Pereira Pinto Engenharia Civil Mestrado em Mecânica dos Solos
Emilson Damasceno de Andrade Curso de Pedagogia, e Curso de Formação de Professores Especialização em Didática do Ensino Superior
Flávio Cezário Engenharia Civil Mestrado em Engenharia Civil (Doutorando)
Francisco de Assis Corrêa Engenharia Civil, com Curso de Formação de Professores Especialização em Educação
Francisco Madureira de Ávila Pires Engenharia Cartográfica Mestrado em Engenharia de Transportes
Haroldo Pereira Gomes Engenharia Civil Especialização em Docência
Mestrado em Educação
Jesus Fernando Mansilla Baca Engenharia Cartográfica Mestrado em Sistema de Computação Cartográfica
Doutorado em Geografia
João Hermam Fagundes Tozzato Engenharia Civil Mestrado e Doutorado em Engenharia Civil
José Carlos Sciammarella Engenharia Civil, ênfase em Transportes Mestrado
José Maurício de Azevedo Cardoso Engenharia Civil Mestrado em Metrologia
Leila Dolores da Silva Assumpção de Paiva Curso de Formação de Professores Especialização em Metodologia do Ensino Superior
Luís Carlos Dias de Oliveira Engenharia Civil Mestrado e Doutorado em Engenharia Civil
Michel Zeitune Engenharia Civil, com curso de formação de professores Especialização em Metodologia do Ensino Superior
Paulo Roberto Barros Curso de formação de Professores Especialização em Metodologia do Ensino Superior
Pedro Paulo Fernandes dos Santos Engenharia Civil Especialização em Educação
Regina Lucia Moura Fernandes Curso de Formação de Professores Especialização em Problemas do Desempenho Escolar
Mestrado em Educação
Salvador Carlos Pires Ribeiro Arquitetura e Urbanismo -

Técnicos-Administrativos

Nome Formação
Dora Helena Bahia Benvenuto Ensino médio

 

Certificados e diplomas expedidos aos concluintes do curso

Com base no Artigo 8 o inciso II do parágrafo 2 o da Resolução 04/99, o CEFET/RJ estruturou esta Educação Profissional Técnica de Nível Médio, prevendo diplomação na habilitação em Técnico em Estradas.