Brasil – Governo Federal – Ministério da Educação

banner-120x60-amarelo

Figuras Maracanã

Curso Técnico de Administração

Habilitação: Técnico em Administração
Carga Horária: 1.296 horas
Estágio–Horas: 400 horas
Duração: 4 Períodos semestrais

Justificativa

Administração é um vocábulo que, em latim, significa ad (direção para) e minister (obediência), ou seja, na origem temos uma forma de comandar. Administrar um estabelecimento, uma seção, uma equipe, é um ato que ocorre em todas as empresas, sem exceção, e ainda temos um tipo de administração peculiar que é a autogestão, que se refere à auto-administração do trabalhador, por que a empresa moderna tanto clama.

Tratando-se de formação profissionalizante, considera-se que fica clara a necessidade deste tipo de abordagem, não só no curso específico de Administração, mas em todos ministrados nas escolas técnicas. No modelo atual de empresa, sabemos que uma boa administração é fundamental. Em períodos anteriores à presente crise econômica mundial, a situação dos empregados era mais confortável, pois existia um equilíbrio que estabilizava mais o emprego, não ficando tão evidente a necessidade de um bom gerenciamento ou administração do trabalho.

Somada ao novo quadro econômico temos a globalização, que veio alterar o sistema de concorrência entre as empresas, passando de uma disputa amena para a competição selvagem, onde sobrevive aquele que supera a expectativa do cliente. Não se espera, nesse novo modelo, que o empregado fique esperando o que o chefe vai ordenar ou ; pelo contrário, deseja-se que esse tenha iniciativa, que saiba inovar, criar soluções para os problemas, que saiba conquistar novos clientes e manter os atuais; enfim, demonstre conhecimentos administrativos que, a cada dia, tornar-se-ão elementos implícitos nos pré-requisitos solicitados nas fases de seleção de pessoal.

Em relação à atual demanda do mundo do trabalho, consultaram-se órgãos e instituições, como o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), o Conselho Regional de Administração (CRA), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e a Fundação de Assistência as Escolas Técnicas Estaduais (FAETEC).

Apesar de não terem fornecido dados estatísticos, depreendeu-se a resposta de que o mundo do trabalho oferece oportunidades nessa área diariamente e que o lançamento do curso no CEFET/RJ formará profissionais que terão espaço tanto no setor formal ,como no setor de autonomias.

Objetivos

  • oferecer um curso que capacite técnicos com habilidades desenvolvidas, que garantam as competências almejadas pelas empresas e pelos futuros usuários de seus produtos e/ou serviços;
  • habilitar profissionais que superem as expectativas dos contratantes, com uma postura de um profissional criativo, inovador, competente e atualizado;
  • criar parcerias com empresas produtivas, a fim de facilitar a atualização constante de nossos alunos;
  • formar profissionais conscientes das dificuldades de seu ingresso e manutenção no mundo do trabalho, com espírito empreendedor e de boa cidadania.

Acesso

O ingresso no Curso de Educação Profissional de Nível Técnico será através de concurso público de seleção, cujas normas e procedimentos são tornados públicos em Edital divulgado pela imprensa escrita à época própria, como também por meio de convênios com instituições públicas.

Poderão freqüentar o curso de Educação Profissional de Nível Técnico proposto pelo Centro os alunos regularmente matriculados no Ensino Médio ou que já o tenham concluído.

O CEFET/RJ reorganizou seus cursos técnicos em cumprimento ao Decreto 2208/97, de modo a oferecê-los tanto de forma concomitante ao Ensino Médio, quanto seqüencial a este nível de ensino.

Perfil profissional

As competências profissionais gerais do Técnico em Administração, estabelecidas pelo MEC, são:

  • identificar e interpretar as diretrizes do planejamento estratégico, do planejamento tático e do plano diretor aplicáveis à administração organizacional;
  • identificar as estruturas orçamentárias e societárias das organizações e relacioná-las com os processos de administração específicos;
  • interpretar resultados de estudo de mercado, econômicos ou tecnológicos, utilizando-os no processo de administração;
  • utilizar os instrumentos de planejamento, bem como executar, controlar e avaliar os procedimentos dos ciclos:
    • de pessoal;
    • de recursos materiais;
    • tributário;
    • financeiro;
    • contábil;
    • do patrimônio;
    • dos seguros;
    • da produção;
    • dos sistemas de informações.

Organização curricular

O Curso foi estruturado em consonância com a Lei de Diretrizes e Bases 9394/96; o Decreto 2208/97; o Parecer CNE/CEB 16/99, e a Resolução CNE/CEB 04/99.

A matriz curricular do Curso Técnico em Administração foi confeccionada de acordo com a caracterização da área de Gestão.

Critérios de aproveitamento de conhecimentos e experiências anteriores

O CEFET/RJ prevê, para todos os alunos matriculados na Instituição, o aproveitamento de conhecimentos e experiências adquiridos no trabalho ou em outros meios informais, a partir da implantação de um sistema de testagem de competências, consoante as diretrizes emanadas do Ministério da Educação.

Critérios de avaliação da aprendizagem aplicados aos alunos do curso

A verificação das competências adquiridas pelos alunos dos cursos técnicos é entendida, no CEFET/RJ, como um processo contínuo de testagem e de observação de procedimentos dos educandos, tanto em sala de aula, quanto nos ambientes de laboratório. Os critérios, inicialmente adotados e sujeitos a revisões de acordo com as transformações previstas na estrutura dos cursos, encontram-se especificados na Resolução 01/2004 do Conselho de Professores – CONSEP.

Instalações e equipamentos

O Curso Técnico em Administração desenvolverá o seu processo de ensino/aprendizado com aulas teóricas, de laboratório e práticas.

  • Laboratórios de informática - Laboratórios com computadores, para que seja feito o atendimento de 01 (uma) turma dividida em dois grupos, simultaneamente
  • Laboratórios "empresa simulada" - Laboratórios com o mobiliário básico de escritório, para que seja feito o atendimento de 01 (uma) turma dividida em dois grupos, simultaneamente.
  • Sala de multimídia ( ou sala ambiente) - Sala de exibição de vídeos, utilização do data-show, slides, para palestras e outros eventos para o curso de Administração.

Pessoal docente e técnico envolvido no curso

Docentes

Nome Graduação Pós-Graduação
André Figueiredo Moraes Administração Especialização em Logística Empresarial
Mestrando em Administração
Iracy Gomes Mascarenhas Licenciatura em Disciplinas Profissionalizantes Especialização – Didática da Educação Tecnológica e MBA em Gestão da Qualidade e Produtividade.
Jonas Pinto Lobato Administração Mestrado em Administração
Manoel Esteves Lima Administração Mestrado em Administração
Marcos Otávio Dias Calazans Administração Mestrado em Administração
Mário Manhães Mosso Administração Doutor em Engenharia de Transportes
Mauro Barros da Silva Licenciatura em Disciplinas Profissionalizantes Especialização em Problemas no Desempenho Escolar e Educação a Distância
Silvia Cristina Rufino Tecnologia em Processamento de Dados
Administração Industrial
Especialização em Análise de Sistemas

Certificados e diplomas expedidos aos concluintes do curso

Com base no Artigo 8° , inciso II do parágrafo 2° da Resolução 04/99, o CEFET/RJ, estruturou seus Cursos de Educação Profissional de Nível Técnico prevendo diplomação na habilitação profissional e certificação em vários módulos de especialização, conforme definido no plano curricular de cada curso.

Obs.: Não há expedição de registro profissional em nível técnico pelo Conselho Regional de Administração.

Atividades Externas